aquacer video
O regadio revela-se é determinante para um país com um clima mediterrânico como o nosso e o uso eficiente da água representa, cada vez mais, um desafio para a agricultura nacional.

Portugal encontra-se, reconhecidamente, entre as zonas europeias com maior exposição e vulnerabilidade aos impactos das alterações climáticas.

Querendo fazer parte da solução, a ANPROMIS (milho), a ANPOC (cereais praganosos) e o COTARROZ (arroz), juntamente com o COTR e o IPMA, uniram-se para responder ao repto da Fundação Calouste Gulbenkian de valorização da água no sector agroalimentar, tendo visto a sua candidatura ao concurso de apoio à demonstração na gestão da água da rega aprovada através do projeto aQuacer.

Face à importância desta iniciativa, que contou com a realização de 10 ações de capacitação e transferência de conhecimento, eminentemente práticas, que envolveram cerca de 600 participantes.

Jorge Neves, presidente da ANPROMIS, explicou que o projeto aQuacer “pretende capacitar os agricultores para as boas práticas da utilização da água”.

Rosário Palha, da Fundação Calouste Gulbenkian, afirmou que a decisão de trabalhar com o setor agrícola “porque é o setor que usa mais água em Portugal, ainda que esteja relacionado com as condições meteorológicas de Portugal, é também aquele que será mais afetado com as alterações climáticas”.   

Estes são dois testemunhos recolhidos ao longo das várias ações. Conheça mais testemunhos dos participantes destas ações no vídeo que disponibilizamos AQUI.