Notícias em Destaque

Cartaz 3ºCongresso Ibérico do Milho 2024 v2O milho é uma das principais culturas arvenses semeadas na Península Ibérica, ocupando uma área que ronda os 600 mil hectares.

Os inúmeros desafios que se colocam aos produtores ibéricos tornam prioritária a partilha de uma estratégia que valorize e promova a competitividade da agricultura dos dois países.

O Eng.º Luís Vasconcellos e Sousa foi, recordamos, presidente da ANPROMIS entre 1992 a 2016, tendo ao longo destes 24 anos sido um verdadeiro embaixador desta nossa Organização, dando um inestimável contributo para o reconhecimento que a ANPROMIS granjeou tanto a nível Nacional, como Internacional.
O Eng.º Luís Vasconcellos e Sousa foi condecorado como Grande-Oficial da Ordem do Mérito Empresarial (Classe do Mérito Agrícola).
milho regadio
A ANPROMIS (milho), a ANPOC (cereais praganosos) e o COTARROZ (arroz), juntamente com o COTR e o IPMA vão arrancar com o projeto aQuacer que tem como objetivo a promoção do uso eficiente da água nas culturas dos cereais.

Foi um dos primeiros países do mundo a proibir os pesticidas e a tornar-se completamente biológico. Face à escassez de alimentos, ao colapso da principal exportação do país, o chá, e ao abandono de terras agrícolas que se tinham tornado incultiváveis, o governo do Sri Lanka teve de aceitar a realidade e levantar as proibições com urgência. Não correrá a Europa o risco de seguir o mesmo caminho?
O Dia Internacional do Milho é comemorado anualmente a 24 de Abril em todo o planeta.
Tendo em conta a relevância desta data, a ANPROMIS pretende assinalar esta ocasião com a visão de dez organizações e individualidades sobre a importância do milho no nosso país. Consulte aqui os seguintes documentos:

_Newsletter alusiva ao Dia Mundial do Milho (ver aqui)
_Artigo de opinião do Dr. Jorge Neves intitulado “Sem milho não há país” (ver aqui)

Sem milho não há país

No próximo dia 24 de Abril celebra-se o Dia Internacional do Milho.
O milho é uma das culturas agrícolas mais antigas da Humanidade, estimando-se que as primeiras plantações se tenham iniciado há mais de oito mil anos na região da América Central, quando agricultores astecas, maias e olmecas fizeram o primeiro processo de selecção a partir do teosinte, uma infestante gramínea. No livro sagrado dos maias, conhecido como Popol Vuh, o milho é citado como sendo o substrato básico da criação humana.